Buscando a notícia para você desde 2007 - Ano 10 -

Dia 31 de maio - Dia Mundial sem Tabaco



Hoje, 31 de maio, é comemorado o Dia Mundial sem Tabaco. A Organização Mundial de Saúde criou a data em 1987 mas infelizmente de lá para cá as coisas não mudaram muito e o consumo de cigarros ainda é muito alto em todo o mundo.
Foram divulgados números alarmantes no último dia 27. Segundo a OMS o tabaco ainda matará 6 milhões de pessoas este ano e o pior é que 600 mil desses milhões são fumantes passivos. Se as coisas permanecerem como estão estima-se que este número passe de 8 milhões em 2030.
Por mais que sejam feitas campanhas e a população seja informadas quanto aosmalefíciosdo tabagismo, o vício é difícil de ser vencido e muitas pessoas preferem se acomodar.
O fumo causa entre outras coisas, alterações graves no nariz e na boca, o que faz com que ele não sinta o sabor real da grande maioria dos alimentos. O corpo fica mais propício a desenvolver úlceras, refluxos e irritações no estômago.
Além do mais a aparência de um fumante sofre com o vício. Os dentes tendem a ficar amarelados, a pele envelhece precocemente e há predisposição para males como o mal-hálito. Estudos feitos com irmão gêmeos comprovaram que os fumantes podem parecer até oito anos mais velho do que quem não fuma.
Cerca de 95% dos pacientes com câncer de boca são fumantes e para eles o risco de desenvolver catarata e degenerações é duas a três vezes maiores. Danos cerebrais, DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica), infertilidade e problemas graves no coração também podem ser causados pelo tabagismo.
Por isso é tão importante comemorar essa data e ajudar quem você conhece a se livrar do vício. Se você tem o hábito de fumar, nunca é tarde para dar um basta e começar uma vida nova!
tabaco é uma planta da erva-moura família, encontrado principalmente em América do Norte e América do Sul. Folhas de tabaco secas são muitas vezes fumado em charutos , cigarros e cachimbos , mas também pode ser mastigado na boca ou no nariz cheirou. O tabaco contém uma substância química muito poderosa chamada nicotina que torna muito difícil para os usuários de tabaco a parar de usá-lo.

Tabaco e saúde

Usuários de tabaco (principalmente fumantes) são arriscados a ter muitas doenças graves e muitas vezes mortais, tais como câncer, acidentes vasculares cerebrais, doenças do coração e doenças pulmonares. Centros para Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos descrevem o uso do tabaco como "o único risco evitável mais importante para a saúde pública em países desenvolvidos e uma importante causa prematura (precoce) de morte em todo o mundo".
Fonte: wikipedia.org


Dia 30 de maio - Dia do Geólogo




A Terra e sua história, origens, estrutura e processos que a formaram e os que regem as transformações pelas quais ainda passa são objetos de estudo do geólogo. O profissional também deve estar atento à vida pré-histórica, registrada nos fósseis que são restos de seres vivos preservados em rochas.
Regulamentada no Brasil em 1962, a profissão é fiscalizada pelo Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia.
O QUE FAZ?
Em laboratórios, escritórios ou no campo, o geólogo pode atuar em dez áreas diferentes que são a paleontologia, petrologia, pesquisa mineral, geologia de petróleo, hidrogeologia, geotécnica, geoquímica, geofísica, geologia marinha e geologia ambiental.
Confira o trabalho do geólogo em cada uma delas:

Paleontologia

É a parte da geologia que estuda os fósseis, compostos por restos de animais e plantas petrificados. São muito importantes para determinar o tipo de ambiente e a época no qual os sedimentos se depositaram, além de indicar a idade de formação das rochas onde estão os restos preservados.

Petrologia

É o estudo das rochas que se dividem em ígneas, sedimentares e metamórficas.
Mas antes de entendermos, é preciso saber que a Terra é dividida em três camadas: núcleo, manto e crosta. A fusão dos dois últimos dão origem a um líquido chamado magma. Quando este se resfria e se solidifica forma as rochas ígneas.
Já as rochas sedimentares são fruto dos sedimentos que se acumulam nas depressões da Terra. E as metamórficas são formadas pelas modificações de temperatura e pressão sofridas pelas ígneas, sedimentares e outras rochas metamórficas.


Pesquisa mineral

Ao atuar na pesquisa mineral, o geólogo visa pesquisar um bem mineral em particular. No gráfico abaixo, você encontra dados sobre a produção mineral brasileira:

Geologia do petróleo

É o ramo da geologia que examina as camadas de rochas onde existe acumulação de petróleo. Resultado da decomposição dos restos orgânicos, este mineral se deposita nos poros das rochas sedimentares formando jazidas.
Fonte: IBGE


Dia 29 de maio - Dia do Estatístico



O QUE É A ESTATÍSTICA?

O que modernamente se conhece como Ciências Estatísticas, ou simplesmente Estatística, é um conjunto de técnicas e métodos de pesquisa que entre outros tópicos envolve o planejamento do experimento a ser realizado, a coleta qualificada dos dados, a inferência, o processamento e análise das informações e a disseminação das informações.





O desenvolvimento e o aperfeiçoamento de técnicas estatísticas de obtenção e de análise de informações permite o controle e o estudo adequado de fenômeno, fatos, eventos e ocorrências em diversas áreas do conhecimento. A Estatística tem por objetivo, fornecer métodos e técnicas para lidarmos, racionalmente, com situações sujeitas a incertezas.


"Estatística é a ciência de torturar os números até que eles confessem."
ÁREA DE ATUAÇÃO


Grande parte das informações divulgadas pelos meios de comunicação atuais provém de pesquisas e estudos estatísticos. Os índices da inflação e de emprego e desemprego, divulgados e analisados pela mídia, são um exemplo de aplicação da Estatística no nosso dia a dia. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE é o órgão responsável pela produção das estatísticas oficiais que subsidiam estudos e planejamentos governamentais no Brasil.


Os conceitos estatísticos têm exercido profundas influências na maioria dos campos do conhecimento humano. Métodos estatísticos vêm sendo utilizados no aprimoramento de produtos agrícolas, no desenvolvimento de equipamentos espaciais, no controle do tráfego, na previsão de surtos epidêmicos bem como em melhorias de processos de gerenciamento, tanto na área governamental como nos negócios, de um modo geral.


Na prática, a Estatística pode ser empregada como ferramenta fundamental em várias outras ciências:










Na área médica, por exemplo, a Estatística fornece metodologia adequada que possibilita decidir sobre a eficiência de um novo tratamento no combate à determinada doença. A Estatística permite identificar situações críticas e, conseqüentemente, atuar em seu controle, desempenhado papel crucial, por exemplo, no estudo da evolução e incidência da AIDS.




Na área tecnológica, o advento da era especial susticou diversos problemas relacionados ao cálculo de posição de uma astronave, cuja solução depende fundamentalmente de conceitos e teorias estatísticas mais elaborados, considerando que estas informações (por exemplo, sinais de satélites) são recebidas de forma ruidosa e incerta.


Na área de Pesquisas de mercado e de opinião pública para definição de novos produtos, lançamentos, vendas, etc.


Na Indústria, controle estatístico de qualidade para otimização e análise de processos industriais.


Censos, levantamentos oficiais por amostragem e análises demográficas.


Definição de indicadores econômicos e sociais.


Em sociologia, estudo de fatores desencadeadores de comportamento violento, tipificação do uso de drogas, causas de reincidência de criminalidade, etc.


Na arte, estabelecendo padrões de estilo para a organização cronológica das obras de determinado autor, detecção de padrões predominantes na composição musical e suas diferenciações de estilo, etc".


Órgãos governamentais - federais, estaduais e municipais - empresas de economia mista, estatais, instituições de pesquisa, centros e departamentos de processamento de dados, firmas de planejamento, estabelecimentos industriais, comerciais, bancários e prestadores de serviço, empresas de pesquisa de opinião e de mercado, estabelecimentos de ensino, etc., bem assim, atuando como autônomo.


Acrescente-se a essas, as áreas de Farmácia, Psicologia, Odontologia, Ecologia, Biologia e Geografia, dentre outras, bem como a área do magistério - notadamente no ensino superior - que se vê descortinado, o vasto campo de atuação do profissional da Estatística.
PERSPECTIVAS FUTURAS DO ESTATÍSTICO
ESTATÍSTICA - A PROFISSÃO DO FUTURO


A demanda cresce dia após dia. Este crescimento uso da Estatística vem ao encontro da necessidade de realizar análises e avaliações objetivas e fundamentadas em conhecimentos científicos. As organizações modernas estão se tornando cada vez mais dependentes de dados e informações estatísticas para obter informações essenciais sobre seus processos de trabalho e principalmente sobre a conjuntura econômica e social. Devido a esta tamanha importância que a Estatística tem e terá cada vez mais no decorrer do tempo, hoje ela é conhecida como a PROFISSÃO DO FUTURO.


As informações estatísticas são concisas, específicas, eficazes e, quando analisadas com a ajuda dos instrumentos/técnicas formais de análise estatística, fornecem subsídios imprescindíveis para as tomadas racionais de decisão. Neste sentido, a Estatística fornece ferramentas importantes para que as empresas/instituições possam definir melhor suas metas, avaliar sua performance, identificar seus pontos fracos e atuar na melhoria contínua de seus processos.
MERCADO DE TRABALHO


A diversidade de atuação é um dos grandes atrativos da Estatística, que pode promover a melhoria da eficiência e também a solução de vários problemas práticos importantes em quase todas as áreas do saber: das ciências naturais às sociais. A Seguir, algumas das áreas em que a atuação do Estatístico adquire maior relevância, bem como as principais atribuições deste profissional.


Na indústria: No planejamento industrial, desde os estudos de implantação de fábrica até a avaliação das necessidades de expansão industrial; na pesquisa e desenvolvimento de técnicas, produtos e equipamentos; nos testes de produtos; no controle da qualidade e da quantidade; no controle de estoques; na avaliação de desempenho das operações; nas análises de investimentos operacionais; nos estudos de produtividade; na previsão de acidentes de trabalho; no planejamento de manutenção de máquinas, etc.


Na Área de Recursos Humanos: Na pesquisa da compatibilização entre os conhecimentos e habilidade dos empregados e as atividades desenvolvidas por eles; estuda os salários, as necessidades de treinamento (assim como avalia os treinamentos realizados); propõe planos de avaliação de desempenho do quadro funcional; elabora plano de previdência complementar e de fundos de pensão; avalia planos de saúde, etc.


Nas Universidades e nas Instituições de Pesquisas: O Estatístico pode atuar como docente, ministrando disciplinas relacionadas à Estatística, pesquisando e desenvolvendo novas metodologias de análise estatística para os mais variados problemas práticos e teóricos, assessorando pesquisadores de outras áreas, dando-lhes suporte científico para que consigam tomar decisões acertadas dentro da variabilidade intrínseca de cada problema, auxiliando-os na escolha da metodologia científica a ser adotada, no planejamento da pesquisa, na escolha qualificada dos dados, na análise das respostas, etc.


Na Área de Demografia: O Estatístico estuda a evolução e as características da população; estabelece tábuas de mortalidade; analisa os fluxos migratórios; estabelece níveis e padrões para testes clínicos; planeja e realiza experimentos com grupos de controle, para avaliação de tratamentos; desenvolve estudos sobre a distribuição e indicidência de doenças, etc.


Na Área de Marketing e na Análise de Mercado: O Estatístico traz um perfil adequado para trabalhar na monitoração e análise do mercado, nos sistemas de informações de marketing, na prospecção e avaliação de oportunidades, na análise e desenvolvimento de produtos, nas decisões relativas a preços, na previsão de vendas, na logística da distribuição e nas decisões de canais, no desenvolvimento e avaliação de campanhas publicitárias etc.


Na Área Financeira e Bancária: O Estatístico pode trabalhar na área financeira: no departamento de seguro e, também, na análise atuarial, na avaliação e na seleção de investimentos, no estudo e no desenvolvimento de modelos financeiros, no desenvolvimento de informações gerenciais; na definição, na análise e no acompanhamento de carteiras de investimentos; nas análises de fluxo de caixa; na avaliação e na projeção de indicadores financeiros; na análise das demonstrações contábeis; no desenvolvimento e no acompanhamento dos produtos e serviços financeiros etc.


As responsabilidades e atribuições do estatístico estão regidas pela Lei nº 4.739, fr 15 de julho de 1965, que criou a profissão, e pelo Decreto nº 62.497, que regulamentou o seu exercício profissional. O Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Estatística constituem as autarquias que têm por finalidade orientar, disciplinar e fiscalizar o exercício da profissão em todo Território Nacional.
O PERFIL DO ESTATÍSTICO


A formação acadêmica do estatístico está fundamentada em conhecimentos de Matemática, Cálculo e Teoria das Probabilidades, Técnicas e Métodos Estatísticos, Computação, Métodos de Análise Estatística e Disciplinas Profissionalizantes.


Essa formação acadêmica básica permite ao estatístico utilizar técnicas para:



Efetuar levantamentos e análise de informações; 





Planejar e realizar experimentos e pesquisas em várias áreas científicas; e 




Formular a solução para os mais variados e complexos problemas concernentes à melhoria e otimização dos mais variados processos. 




A exploração de vastas e diversas bases de dados estatísticos, hoje existentes, requer um profissional capaz de extrair daí relevantes informações através do uso de modernas técnicas de amostragem, modelagem e inferência, que são algumas das ferramentas usuais da Estatística.


A formação de estatístico desenvolve aptidões que lhe permitam solucionar problemas atuando como um detetive em busca de evidências quantitativas sobre determinados fenômenos.
É preciso, pois:


Uma boa dose de habilidade numérica, de raciocínio abstrato, de atenção concentrada, de exatidão e rapidez de cálculo, de meticulosidade, de facilidade para associar, deduzir e sintetizar;


Incorporar habilidades no uso de computadores, fator preponderante para o exercício da profissão;


Desenvolver uma boa comunicação oral e escrita;


Estar permanentemente aberto ao aprendizado de novas técnicas e métodos de trabalho;


Aprender a trabalhar em conjunto com profissionais de diferentes áreas do conhecimento.


Fonte: ccet


Dia 28 de maio - Dia do Ceramista


Dia do Ceramista


cerâmica é a arte de fazer recipientes, potes e outros objetos de barro ou outro material cerâmico.
A ação do calor transforma-os em recipientes de terracota, cerâmica ou porcelana. Ela aplica-se apenas para as indústrias de silicatos minerais (grupo mais abundante, que constituem mais de 95% da crosta terrestre), mas também artigos e revestimentos colados por calor, a temperatura suficiente para dar origem a sinterizado.

História

história da cerâmica está associada à história de quase todos os povos do mundo. Está ligado ao estudo das relações humanas com o progresso habilitado nessa arte.
invenção da cerâmica ocorreu durante o Neolítico. No começo a cerâmica era modelada à mão, usando técnicas como a pinça e apenas deixada a secar ao sol e em países quentes em torno de incêndios tribais a zona fria. Mais tarde, ele começou a decorar com incisões geométricas usando as massas secas, cada vez mais complexas, juntamente com o pedido de cozinhar. Dessa forma houve o surgimento de uma nova profissão: o oleiro.

Dia do Ceramista
(Vaso de Porcelana de 1403/1423)

Teorias difusionistas, de acordo com as primeiras pessoas que começaram a fazer cerâmica com técnicas mais sofisticadas e peças de fornos de cozimento foram os chineses. Desde que a China passou o conhecimento para a Coréia e Japão no Oriente e no Ocidente, Pérsia e Norte da África para chegar à Península Ibérica. Ao longo desta jornada, as técnicas foram mudando. Isto foi devido a determinadas variantes, uma das quais era porque as argilas foram diferentes. Na China, eles usaram um barro muito puro branco, o caulim para a produção de porcelana, enquanto no Ocidente destas argilas eram difíceis de encontrar. Outras variantes foram as decorações e os diferentes métodos utilizados para cozinhar.

Dia do Ceramista
Cerâmica século IV. C. ( MAN ,Madrid ), encontrado em Baza (Granada)
A invenção da roda do oleiro veio para melhorar a sua preparação e acabamento, bem como o seu cozimento que a fez mais forte e ampliou a gama de cores e texturas. Em princípio, foi apenas em torno de uma roda colocada numa haste vertical de madeira inserida no solo, e feito para rodar com a velocidade necessária para produzir o papel. Evoluiu gradualmente, introduziu uma segunda roda superior e virou movendo o pé, em seguida, acrescentou um motor, que dava para a velocidade da roda diferente, conforme necessário.

Usos

Seu uso foi principalmente em fazer recipientes para alimentos ou bebidas. Mais tarde, foi utilizada para modelar figuras simbólicas. Também foi usada como material de construção em forma de tijolo, azulejo, cerâmica, ou revestimento formando paredes.
técnica de vitrificação, também foi utilizada na escultura. Atualmente também usada como isolante elétrico e térmico.
Técnicas e Materiais
As várias técnicas que têm sido utilizados resultaram em uma variedade de acabamentos:
• Louça de barro
• Terracota
• Terracota vitrificada
• Faiança
• Porcelana
• Grés
A matéria-prima é a argila. Outro material importante para outras cerâmicas é o caulino misturado com quartzo e feldspato. Também é usado pó de alabastro e mármore. Para porcelanas são utilizados óxidos de potássio, de magnésio e de alumínio.

Decoração

Tanto antes como depois da cozedura, a peça de cerâmica pode ser decorada por submetê-la a várias técnicas de decoração.

Produção

1. A matéria-prima é a argila. Óxido de água é utilizado, de sílica, estanho, chumbo e metais (dependendo do tipo de cerâmica).
2. Moer até um pó fino é misturado em proporção mais adequada.
3. O pó é introduzido dentro do molde que irá formar a peça.
4. Submetido a mídia estática (assim chamado porque ele age em todas as direções) a pressões muito altas, de até 3000 quilos por centímetro quadrado.
5. É cozido a uma temperatura entre 1600 e 2000 graus centígrados. O processo de cozimento e urgente é chamado de sinterização.
6. A última fase do processo de fabrico é o controle de qualidade.


Fonte: .wikipedia - P.S.Francisco


Dia 27 de maio - Dia da Mata Atlântica


Dia da Mata Atlântica

Mata Atlântica é uma região de clima tropical e subtropical úmido da floresta, que se estende ao longo da costa atlântica do Brasil a partir de Rio Grande do Norte, no norte do estado ao Rio Grande do Sul, e no interior, tanto quanto o Paraguai e a província de Misiones da Argentina. A Mata Atlântica é caracterizada por uma alta diversidade de espécies e endemismo. Foi o primeiro ambiente que os conquistadores portugueses encontraram mais de 500 anos atrás, quando ele foi pensado para ter uma área de 1.000.000 para 1,5 milhões km 2 e uma distância desconhecida interior.
Atualmente, a Mata Atlântica se estende por 4.000 km 2 ao longo da costa do Brasil e em uma pequena parte do Paraguai e Argentina. Na Argentina, sabe-se como Selva Atlântica.
Mata Atlântica é agora designada uma Reserva Mundial da Biosfera, que contém um grande número de espécies ameaçadas de extinção.
A enorme biodiversidade dos resultados de Mata Atlântica, em parte é devido a suas variações de altitude, com seus diversos regimes climáticos, bem como a história geológica e climática da região.
Mata Atlântica é isolada e vizinha de grandes florestas da América do Sul: A Amazônia e a Mata da Região Andina.

Biodiversidade

Mata Atlântica permanece extraordinariamente exuberante em espécies da biodiversidade e endêmicas, muitas das quais estão ameaçadas de extinção. Cerca de 40 por cento de suas plantas vasculares e até 60 por cento de seus vertebrados são endêmicas espécies, ou seja, eles não são encontrados em nenhum outro lugar do mundo.
A lista de espécies ameaçadas do Brasil contém mais de 140 espécies de mamíferos terrestres encontrados na Mata Atlântica. No Paraguai existem 35 espécies listadas como ameaçadas, e 22 espécies estão listadas como ameaçadas na parte interior da Mata Atlântica da Argentina. Cerca de 250 espécies de anfíbios, aves e mamíferos foram extintos devido ao resultado da atividade humana nos últimos 400 anos. Mais de 11 mil espécies de plantas e animais estão ameaçadas hoje na Mata Atlântica. Mais de 52% das espécies de árvores e 92% dos anfíbios são endêmicas para esta área. A floresta abriga cerca de 20.000 espécies de plantas, com cerca de 450 espécies de árvores a ser encontrados em apenas um hectare em algumas ocasiões. Novas espécies estão continuamente a ser encontrado na Mata Atlântica. De fato, entre 1990 e 2006 mais de mil plantas floridas foram descobertas.

O impacto humano

Fragmentação da Mata Atlântica
A fragmentação da Mata Atlântica
Desmatamento da Mata Atlântica no Rio de Janeiro
O desmatamento da Mata Atlântica no Rio de Janeiro
Infelizmente, a Mata Atlântica vem enfrentando ameaças induzidas pelo homem ao longo de décadas. Cerca de 70% dos 190 milhões de brasileiros vivem ao longo da costa do Atlântico. A incorporação das modernas sociedades humanas e suas necessidades de recursos florestais reduziu muito o tamanho da Mata Atlântica, o que resultou no empobrecimento espécies. Quase 88% do habitat da floresta original foi perdido e substituído por humanos modificados paisagens incluindo pastagens, culturas agrícolas e áreas urbanas. Este desmatamento continua a uma taxa anual de 0,5% e até 2,9% em áreas urbanas.

Agricultura

Uma parte importante do uso da terra humana na Mata Atlântica é para a agricultura. As culturas incluem cana de açúcar, café, chá, tabaco e, mais recentemente, soja e biocombustíveis. 
Pasto: Ainda mais comum do que o uso de terras para a agricultura é a conversão de floresta em pastagens para gado. Isto é comumente feito por método de corte e queima o que aumenta a chance de floresta induzidas pelo homem em chamas.

Caça

Espécie em uma floresta fragmentada são mais suscetíveis ao declínio no tamanho da população, porque eles estão em uma área restrita que é mais acessível aos caçadores. Animais de maior porte fazem o maior percentual de biomassa. Isso resulta em uma mudança de interações entre espécies, como a dispersão de sementes e competição por recursos.
Grandes quantidades de lixo orgânico e entulho resultam em um aumento da vulnerabilidade das florestas aos incêndios. Além disso, as estradas criam acessibilidade para os seres humanos, e, portanto, diminui a quantidade de floresta natural.

Fogo

A atividade humana, tais como a exploração madeireira provoca um aumento nos escombros pelo chão da floresta que faz com que a Mata Atlântica fique mais suscetível a incêndios. Este é um tipo de floresta que não está acostumado a atividade do fogo regular, portanto, incêndios induzidos afetam drasticamente o sub-bosque, pois as plantas não têm adaptações de fogo. Em resultado, a floresta se torna ainda mais vulneráveis a incêndios secundárias, que são muito mais destrutivo e mata muito mais espécies, incluindo árvores de grande porte.

Resultados da atividade humana

Fragmentação do habitat leva a uma cascata de alterações da paisagem florestal original. Por exemplo, a extensão de distúrbios humanos, incluindo a destruição do habitat, na Mata Atlântica levou a uma crise de extinção. Em um estudo dos fragmentos de Mata Atlântica, a biomassa foi reduzida para 60% em parcelas inferiores a 25 hectares.
Com muitos vertebrados dispersores de sementes chave em extinção, prevê-se que muitas espécies regionais, frutíferas na Mata Atlântica será extinto devido a falha de recrutamento de plântulas e recolonização. Com todas estas espécies já ameaçadas, prevê-se que, com a persistência de taxas de desmatamento atuais da Mata Atlântica vai ver extinção de espécies continuou.

Conservação e organizações não-governamentais

Devido a grande diversidade da Mata Atlântica de plantas e animais endêmicos, bem como a fragmentação afetando essas espécies, muitos grupos e organizações estão a trabalhar para a restauração deste único ecossistema. Organizações Não-Governamentais (ONG) são benfeitores enormes no Brasil, a concessão de financiamento bem como de ajuda profissional para a Mata Atlântica, devido ao movimento ambientalista brasileiro. Uma organização, chamada BirdLife International , está usando suas pesquisas para preservação da biodiversidade de aves da área por trabalhando principalmente com as pessoas para a sustentabilidade no uso dos recursos naturais.
Algumas organizações estão a receber subsídios do Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos (CEPF), se cumprir suas instruções.
Estes incluem:
• Programa de proteção a espécies
• O Programa de Apoio a Reservas Particulares do Patrimônio Natural
• O Programa de Fortalecimento Institucional
Outra estratégia a ser implementada para manter a biodiversidade dentro da Mata Atlântica é a criação de corredores de fauna. OBanco Mundial está doando US $ 44 milhões para criar um corredor, que será conhecido como o Corredor de Biodiversidade Central, na Mata Atlântica e uma na Amazônia. O Banco Nacional de Desenvolvimento tem vindo a financiar, com os não-reembolsáveis empréstimos, 16 para 18 projetos de ecossistemas de restauração total de 3.500 hectares e custando aproximadamente US $ 22 milhões de acordo com a chamada Iniciativa BNDES Mata Atlântica. A fim de preservar a diversidade, o estado de São Paulo criou a Restinga de Bertioga Parque Estadual , um 9.300 hectares Park, que é também serve como um corredor de vida selvagem ligando as regiões costeiras a Serra do Mar serra. Algumas organizações, como a The Nature Conservancy , está planejando para restaurar partes da floresta que foram perdidos e construir corredores que são compatíveis com os estilos de vida dos povos nativos.
Pacto pela Restauração da Mata Atlântica reuniu mais de 100 empresas, não-governamentais e organizações governamentais em torno do objetivo de ter 15 milhões de hectares do ecossistema original restaurado em 2050.
Fonte: en.wikipedia.org


Dia 23 de maio - Dia da Tartaruga

Dia Mundial da Tartaruga é um evento promovido anualmente no dia 23 de maio desde 2000 pela American Tortoise Rescue. Tem o objetivo de trazer à atenção e aumentar o conhecimento e o respeito por tartarugas e cágados e difundir o conceito de ajudá-los a sobreviver e se desenvolver. O Dia Mundial da Tartaruga é comemorado em todo o mundo em uma variedade de formas, desde vestir-se como tartarugas para salvar outras tartarugas capturadas nas rodovias, como para a investigação de atividades que façam mal ao seu habitat.

Por causa desta data comemorativa da Tartaruga, esta semana a cheia no Rio Araguaia ameaça a sobrevivência dos animais e a previsão é resgatar cerca de 26 mil filhotes nesta temporada de reprodução.
É época de cheia no Rio Araguaia, no norte de Goiás. A elevação do nível da água ameaça a sobrevivência dos filhotes de tartaruga-da-amazônia. Integrantes do Instituto Chico Mendes e da comunidade local se esforçam para salvar os animais.
De barco, são mais de 40 quilômetros rio acima para chegar às praias onde as tartarugas desovaram neste ano. A luta no lugar é para garantir a sobrevivência de muitos filhotes que estão ameaçados pela cheia do Rio Araguaia.
Como o rio sobe cinco centímetros por dia e ameaça cobrir o restante dos ninhos, os ambientalistas correm contra o tempo para salvar a maior quantidade possível de ovos e filhotes e assim levá-los para um lugar mais seguro.
Os agentes do Instituto Chico Mendes não estão sozinhos nesta missão. A comunidade local ajuda nesse trabalho. Membros da Associação de Barqueiros de Luiz Alves auxiliam na remoção dos filhotes. Sem interferência humana, certamente muitas tartarugas não iriam conseguir sair do ninho.
Mesmo com tanto esforço dos ambientalistas para salvar as tartaruguinhas do Rio Araguaia, apenas alguns filhotes devem chegar à idade adulta. O Instituto Chico Mendes espera resgatar cerca de 26 mil filhotes nesta temporada de reprodução das tartarugas nas praias do Rio Araguaia.
 
(Ambientalistas salvando tartarugas nas margens do Rio Araguaia)



Dia 22 de maio - Dia Internacional da Biodiversidade



Dia 22 de maio foi a data escolhida pela ONU (Organização das Nações Unidas) para comemorar o Dia Internacional da Biodiversidade.
O objetivo do Dia Internacional da Biodiversidade é aumentar a conscientização da população mundial para a importância da diversidade biológica, e para a necessidade da proteção da biodiversidade em todo o mundo.

Origem do Dia Internacional da Biodiversidade

O Dia Internacional da Biodiversidade foi criado pelas Nações Unidas em 1992, no dia 22 de maio. Nesse dia foi aprovado o texto final da Convenção da Diversidade Biológica (Convention on Biological Diversity).

O QUE É

"Bio" significa "vida" e diversidade significa "variedade". Então, biodiversidade ou diversidade biológica compreende a totalidade de variedade de formas de vida que podemos encontrar na Terra (plantas, aves, mamíferos, insetos, microorganismos...).

A biodiversidade possui três grandes níveis: 
1) Diversidade genética - os indivíduos de uma mesma espécie não são geneticamente idênticos entre si. Cada indivíduo possui uma combinação única de genes que fazem com que alguns sejam mais altos e outros mais baixos, alguns possuam os olhos azuis enquanto outros os tenham castanhos, tenham o nariz chato ou pontiagudo. As diferenças genéticas fazem com que a Terra possua uma grande variedade de vida. 
2) Diversidade orgânica - os cientistas agrupam os indivíduos que possuem uma história evolutiva comum em espécies. Possuir a mesma história evolutiva faz com que cada espécie possua características únicas que não são compartilhadas com outros seres vivos. Os cientistas já identificaram cerca de 1,75 milhões de espécies. Contudo, eles estão somente no começo. Algumas estimativas apontam que podem existir entre 10 a 30 milhões de espécies na Terra. 
3) Diversidade ecológica - As populações da mesma espécie e de espécies diferentes interagem entre si formando comunidades; essas comunidades interagem com o ambiente formando ecossistemas, que interagem entre si formando paisagens, que formam os biomas. Desertos, florestas, oceanos, são tipos de biomas. Cada um deles possui vários tipos de ecossistemas, os quais possuem espécies únicas. Quando um ecossistema é ameaçado todas as suas espécies também são ameaçadas. 

Por que a biodiversidade é importante?
Qual é o valor de um metro cúbico de água liberado pela Floresta Amazônica, por evaporação, que retorna em forma de chuva, mantendo o clima úmido da região? Qual é o valor dos nutrientes acumulados nos troncos e nas cascas de árvores centenárias? Quais seriam os prejuízos provocados pelos incêndios na Amazônia se estes não se apagassem nas margens das florestas? Quanto vale um quilo de carbono que deixa de ser liberado para a atmosfera por estar estocado em suas florestas? Estas perguntas estão relacionadas ao valor do que pode ser chamado "serviço ecológico" fornecido pela floresta Amazônica. A importância desses serviços fica clara quando se projeta um cenário de "Amazônia desmatada". Se a maior parte da vasta extensão de floresta existente hoje fosse removida, além do desaparecimento de número enorme de espécies, a atmosfera da Terra passaria a ter muito mais gás carbônico, agravando o efeito estufa e o conseqüente aquecimento global. Portanto, a biodiversidade é uma das propriedades fundamentais da natureza por ser responsável pelo equilíbrio e pela estabilidade dos ecossistemas. Além disso, a biodiversidade é fonte de imenso potencial econômico por ser a base das atividades agrícolas, pecuárias, pesqueiras, florestais e também a base da indústria da biotecnologia, ou seja, da fabricação de remédios, cosméticos, enzimas industriais, hormônios, sementes agrícolas. Portanto, a biodiversidade possui, além do seu valor intrínseco, valor ecológico, genético, social, econômico, científico, educacional, cultural, recreativo... Com tamanha importância, é preciso conhecer e evitar a perda da biodiversidade!

Fatores que ameaçam a conservação da biodiversidade
A perda da biodiversidade envolve aspectos sociais, econômicos, culturais e científicos. A situação é particularmente grave na região tropical. Populações humanas crescentes e pressões econômicas estão levando a uma ampla conversão das florestas tropicais em um mosaico de hábitats alterados por ação humana. Como resultado da pressão de ocupação humana, a Mata Atlântica ficou reduzida a menos de 10% da vegetação original. Os principais processos responsáveis pela perda da biodiversidade são:

Perda e fragmentação dos hábitats; 
Introdução de espécies e doenças exóticas; 
Exploração excessiva de espécies de plantas e de animais; 
Uso de híbridos e monoculturas na agroindústria e nos programas de reflorestamento; 
Contaminação do solo, água e atmosfera por poluentes; 
Mudanças climáticas.


Dia Internacional da Biodiversidade 2015

Data: Sexta, 22 de Maio de 2015

Dia Internacional da Biodiversidade nos próximos anos

Dia Internacional da Biodiversidade 2016
Data: Domingo, 22 de Maio de 2016
Dia Internacional da Biodiversidade 2017
Data: Segunda, 22 de Maio de 2017
Dia Internacional da Biodiversidade 2018
Data: Terça, 22 de Maio de 2018

Dia 21 de maio - Dia da Cachaça



No dia 21 de maio é comemorado o Dia Nacional da Cachaça, a data é em homenagem a legalização da bebida que ocorreu em 1661, após a Revolta da Cachaça onde produtores fluminenses se revoltaram e tomaram o poder no Rio de Janeiro por 5 meses.
Para os fãs de cachaça vale lembrar que a legislação brasileira exige um tempo mínimo de 1 ano de envelhecimento para ser considerada cachaça envelhecida.
Cachaça, pinga, cana, mardita, tudo isso define a aguardente de cana. Se uma bebida alcoólica define parte da alma nacional, a vodka fala para a Rússia, o uísque para a Escócia, o vinho para a França e a tequila para o México.
No Brasil é a cachaça, a despeito do mal que representa o alcoolismo, evidentemente. Não podemos esquecer disso. Mesmo o jornal sendo contra a bebida não podemos de esquecer que hoje é o Dia da Cachaça. Brindemos. Com água. 

Dia 20 de maio - Dia do Pedagogo



A palavra Pedagogia deriva de dois vocábulos, paidós (criança) e agogos (condutor) e significa “aquele que ajuda a conduzir o ensino”. Sua definição consiste na ciência que estuda as práticas, métodos e princípios da Educação.
A palavra Pedagogia deriva de dois vocábulos, paidós (criança) e agogos(condutor) e significa “aquele que ajuda a conduzir o ensino”. Sua definição consiste na ciência que estuda as práticas, métodos e princípios da Educação.
Originada na Grécia antiga, seu símbolo é a coruja que designa inteligência. Este conceito descende da mitologia grega da Athena, deusa da sabedoria e da guerra, que tinha como mascote uma coruja.
Atualmente, a Pedagogia firmou-se como a ciência do ensino, entretanto, a prática educativa é um fato social, cuja origem está ligada à da própria humanidade. Este era o trabalho do escravo, que era encarregado também de dar formação intelectual e cultural. Um dos principais precursores desta modalidade é o monge João Comênio (Amós Comenius). Comenius foi o criador da Didática Moderna e defendia o estágio de desenvolvimento da criança no processo de aprendizagem, a construção do conhecimento por meio da observação e da ação, da experiência, e uma educação promovida por meio de diálogo.
No Brasil, Paulo Freire foi o educador mais célebre. Autor da Pedagogia do Oprimido, Freire condenava a educação que consistia no professor como detentor do conhecimento e o aluno como um simples receptor de informações, consequentemente abolindo o desenvolvimento da criticidade deste.
Instituído no dia 20 de maio, pela Lei nº 7264/2010, do Deputado Eduardo Gomes, o dia do Pedagogo foi criado em virtude de fomentar reflexões acerca do curso e do papel da família como base da educação, assim como, conscientizar sobre a necessidade de uma educação de qualidade.

Dia 19 de maio - Dia do Defensor Público



















Comemorado, anualmente, no dia 19 de maio, o "Dia do Defensor Público", foi, no Estado do Rio de Janeiro, instituído pela Lei nº 635, de 20 de dezembro de 1982, que foi promulgada pelo, então, Deputado Estadual, Jorge Leite, à época Presidente da Assembléia Legislativa daquele Estado. O projeto de lei foi assinado e encaminhado pelo, então Deputado Estadual, Dr. Silvio Lessa, que acolheu a sugestão e justificativas que lhe foram encaminhadas, em 1981, Associação da Assistência Judiciária/RJ, mais tarde sucedida pela atual Associação dos Defensores Públicos/RJ – ADPERJ. A Justificativa, encaminhada ao autor do projeto, assinada pelo colega José Fontenelle Teixeira da Silva, Presidente, na ocasião, da Entidade de Classe, foi escrita nos seguintes termos:


"No dia 19 de maio de 1303, faleceu, em
França,Santo Ivo de Kermartin, doutor em Teologia, Direito, Letras e Filosofia, nascido em Kermartin, em 17 de outubro de 1253. Santo Ivo notabilizou-se, especialmente, por dedicar toda a sua erudição e cultura à defesa, nos tribunais, dos pobres, órfãos, viúvas e todos aqueles considerados desassistidos da fortuna. Exerceu funções oficiais de julgador em Rennes e, registra a História, oferecia os seus emolumentos e honorários aos pobres sendo incansável na busca da paz e da concórdia entre os litigantes. Patrono e modelo dos Advogados, entregou-se à defesa dos pobres e oprimidos contras os poderosos. "Jura-me que vossa causa é justa e eu defenderei vossa causa gratuitamente"– dizia ele. Foi, também, inspiração sua a criação da Instituição dos Advogados dos Pobres, especialmente para pelejar as causas dos indigentes.
Os Defensores Públicos, figuras indispensáveis na engrenagem da máquina judiciária, símbolo da justiça democrática e instrumento realizador do princípio constitucional da igualdade de oportunidades de todos perante a lei, garantidor do acesso à prestação jurisdicional, independentemente da condição de fortuna, revivem, hoje, a missão de Santo Ivo, integrando o órgão daAssistência Judiciária, edição moderna da histórica Instituição dos Advogados dos Pobres,fundada pelo Santo Advogado. As razões históricas e a identidade da prática profissional exercitada, consubstanciada na função de Defensor Público, justificam, pois, a escolha da data indicada para oDIA DO DEFENSOR PÚBLICO".

O Governador do Estado do Rio de Janeiro era o Dr. Antônio de Pádua Chagas Freitas. Nessa ocasião, a Defensoria Pública já havia sido deslocada da Procuradoria Geral da Justiça para o âmbito da Secretaria de Estado de Justiça, sob a chefia constitucional do respectivo Secretário de Estado, o Desembargador Vicente de Faria Coelho. O Corregedor Geral da Defensoria Pública era, então, o Defensor Público Ideel Coelho Silva, auxiliado pelo Defensor Público Omar Marinho Vieira, seu Assistente, que, pouco mais tarde, veio a ser primeiro Coordenador Geral da Defensoria Pública, cujas atribuições eram genericamente as do atual 1º Subprocurador Geral da Defensoria Pública.
A primeira comemoração do Dia do Defensor Público aconteceu, no dia 19 de maio de 1983, já no primeiro governo do Dr. Leonel de Moura Brizola. O Chefe da Defensoria Pública, denominada, à época, deAssistência Judiciária, era o Secretário de Estado de Justiça, Dr. Vivaldo Vieira Barbosa, mais tarde eleito Deputado Federal e Constituinte. O Defensor Público, Dr. Orlindo Elias Filho era o Coordenador Geral da Defensoria Pública, que exercia a maioria das funções hoje atribuídas ao Defensor Público Geral da Defensoria Pública, enquanto o Defensor Público, Dr. Dácio da Costa Guerra, exercia o cargo de Corregedor Geral da Defensoria Pública; ambos foram escolhidos por eleição da Classe. A primeira missa de AÇÃO DE GRAÇAS foi celebrada na capela existente nos jardins do Palácio Guanabara, ocasião em que os Defensores Públicos rezaram a oração escrita pelos colegas Marco Antônio Antunes Simões e Carlos Eduardo de Miranda Ferraz que, hoje, é membro do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro.

(*) A documentação completa encontra-se arquivada, para registro histórico, na ADPERJ.)

Fonte: jfontenelle.net

Dia 17 de maio - Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade da Informação



Conhecido por muita gente como o Dia da Internet, o Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade da Informação comemora-se no dia 17 de maio.
A Assembléia Geral das Nações Unidas decidiu "adicionar" o Dia Mundial da Sociedade da Informação em 2005, a uma data comemorativa que já existia, o Dia das Telecomunicações. A primeira vez que a data foi comemorada em conjunto foi em 17 de maio de 2006.

Dia da Internet

A Internet tem um papel fulcral atualmente, e é sempre associada a esse dia, razão que leva as pessoas a chamarem também de Dia da Internet ou Dia Internacional da Internet o dia 17 de maio.
O Dia das Telecomunicações se comemora por causa da União Internacional de Telecomunicações que foi fundada no dia 17 de maio de 1865.
No Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade da Informação as Nações Unidas procuram incentivar ações que chamem a atenção das pessoas para as mudanças que acontecem com a internet e outras formas de telecomunicação. Acabar com a exclusão digital e e promover a segurança na internet são algumas das ideias discutidas.

Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade da Informação 2015

Data: Domingo, 17 de Maio de 2015

Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade da Informação nos próximos anos

Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade da Informação 2016
Data: Terça, 17 de Maio de 2016
Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade da Informação 2017
Data: Quarta, 17 de Maio de 2017
Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade da Informação 2018
Data: Quinta, 17 de Maio de 2018



Dia 16 de maio de 2014 - Dia do Gari



Você sabe quem são os responsáveis por deixar todas as ruas da nossa cidade limpinhas e sem nenhuma sujeira?

São os Garis! E hoje comemoramos o dia deles!

O gari é encarregado de recolher os lixos, limpar e varrer todas as ruas das cidades, parques e praças. Por isso hoje devemos mandar um grande abraço a todos esses incríveis profissionais, e também fazer
nossa parte, jogando sempre o lixo no lixo. Além de estarmos contribuindo com o trabalho dos garis, nós também estaremos preservando os lugares que nós mesmos utilizamos.


Você sabia que a profissão de Gari surgiu no Rio de Janeiro? Tudo aconteceu quando um empresário chamado Aleixo Gary assinou contrato com o governo para organizar o serviço de limpeza das ruas e praias da cidade.

Desde então os garis trabalham duro todos os dias com muito empenho para deixar nossa cidade limpa e bonita.

Você pode fazer sua parte também, separando o lixo na sua casa, papéis, vidros, metais e plásticos, cada qual em seu devido saco de lixo. Isso é chamado de coleta seletiva. Além de facilitar o trabalho dos coletores, você também estará preservando o meio ambiente. Não é ótimo? Se cada um fizer a sua parte, teremos lugares mais limpos e bonitos, e facilitaremos o trabalho destes profissionais tão importantes para a nossa cidade!